Escritores Alemães

Encontrar obras de escritores alemães no Brasil, ainda hoje pode ser um desafio para os fãs de literatura. Os motivos são os mais diversos, mas é fato que o aspecto cultural tem um certo peso nesse sentido.

Felizmente, porém, considerando as mudanças que vêm acontecendo nos últimos anos, é possível prever uma melhora nesse quadro em um futuro próximo. Para ilustrar melhor isso, portanto, nos aprofundamos um pouco mais no tema a partir das próximas linhas. Entenda!

A relação do Brasil e a literatura alemã

Por muito tempo o Brasil se viu distante de obras literárias alemãs, ao menos considerando as traduzidas de maneira oficial. Apesar desse cenário, contudo, nos últimos anos algumas alterações relevantes vêm sendo observadas nesse sentido.

Um claro exemplo disso, é a tradução de autores alemães como Thomas Man e Bertolt Brecht. É bem verdade que ainda é pouco considerando a riqueza da literatura da Alemanha e tudo o que pode nos acrescentar. Temos acompanhado uma mudança de postura bem acentuada na relação literária do Brasil com a do país europeu.

Pode-se dizer que é um bom sintoma porque, por muito tempo, as obras mais traduzidas no país foram aquelas celebradas na América do Norte. Bastava, por exemplo, um exemplar ser celebrado pelo The New York Times que logo “choviam” interessados em trazer a obra ao Brasil.

Como resultado desse cenário, o país acabava desprezando obras de línguas como francês, espanhol, alemão e outras línguas européias. Mas aí sempre ficava a dúvida: não havia tradução pela falta de mercado ou simplesmente não havia mercado por não haver a tradução?

O novo cenário que se desenha pode certamente trazer uma resposta definitiva quanto a isso… temos um mercado sedento por obras europeias e as alemãs estão entre as mais procuradas.

Escritores alemães com obras no Brasil

Quando falamos na mudança que vem sendo notada no mercado, não nos referimos apenas aos autores citados. De modo geral, aqueles apenas indicam que há agora uma boa vontade maior em fugir do óbvio.

Todavia, a verdade é que já há algum tempo existem escritores alemães ganhando destaque nas prateleiras e editoras brasileiras. Na sequência você pode conferir alguns poucos casos, em outro post traremos outros autores…

Günter Grass

Falecido em 2015, o romancista e escritor alemão, ganhador do prêmio Nobel, ainda teve tempo de ver sua obra publicada no Brasil. Nesse caso, a obra em questão foi o “A Caixa”, lançado em 2013 pela Record. O livro contou com a tradução de Marcelo Backes.

Hertha Müller

Aqui temos outro caso de autor ganhador do Nobel com livros já traduzidos no Brasil. Nesse caso, porém, a lista de obras lançadas por aqui já é mais extensa. Ela inclui:

  • O Compromisso (Globo, 2004);
  • Depressões (Globo, 2010);
  • Sempre A Mesma Neve E Sempre O Mesmo Tio (Globo, 2012);
  • Tudo O Que Tenho Levo Comigo (Companhia Das Letras, 2012);
  • Fera D’alma (Globo, 2013); E
  • O Rei Se Inclina E Mata (Globo, 2013).

Ingle Schulze

Por fim temos aqui um autor muito cultuado ao redor do mundo e que também já possui boa coleção de obras traduzidas para o português. Entre as obras de Ingo Schulze lançadas por aqui, estão:

  • Histórias simples da Alemanha Oriental (Lacerda, 2002);
  • Celular – 13 histórias à maneira antiga (Cosac Naify, 2008);
  • Vidas novas (Cosac Naify, 2009); e
  • Adam e Evelyn (Cosac Naify, 2013).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado